Mark

CENTRO DE HEMODIÁLISE (CLÍNICA RENOVARE)

LOCAL Santa Casa de Leme-SP PROJETO 2017 OBRA 2017-2018 AUTORIA DO PROJETO Adriano Couto COLABORADOR Denis Comandule ÁREA DE CONSTRUÇÃO NOVA 183 m² ÁREA DE CONSTRUÇÃO REFORMADA  352 m² PROJETO ESTRUTURAL MR2 Estruturas   PROJETO ELÉTRICO E LUMINOTÉCNICO Ellen Santo CONSTRUÇÃO Pavan Engenharia FOTOS João Ribeiro 

Projeto elaborado para a construção de um novo centro de Hemodiálise, na cidade de Leme (190 km de São Paulo). 

O local reservado para construção era um pátio interno na Santa Casa que ficava ao lado de um prédio inacabado, um centro de internação cuja obra estava paralizada. 

O programa do espaço pedia, além do salão para as máquinas de diálise, uma série de outros ambientes que servem de apoio ao atendimento ou à infra-estrutura de funcionamento, como por exemplo: a sala de tratamento de água, sala de espera, sala de internação, recepção, sala administrativa e consultórios auxiliares. 




O salão de hemodiálise propriamente dito e o posto de enfermagem foram instalados em um edifício inteiramente novo e projetado, de 183m², construído dentro do pátio interno da Santa Casa.  

Com a oportunidade de construir um prédio, foi possível potencializar a qualidade espacial do principal ambiente da clínica, criando uma ambientação capaz de proporcionar mais bem-estar e qualidade de vida para os pacientes.

A estrutura foi pensada em forma de pavilhão, com dimensões mais amplas no sentido longitudinal, o que permitiu a construção de um prédio arejado e projetado para diminuir a sensação de confinamento (algo desejável para esse tipo de tratamento crônico, de longa permanência). 

A cobertura foi desenhada com inclinação invertida em relação ao centro da cobertura (cumeeira).  Assim, as paredes laterais tornam-se mais altas, permitindo a criação de uma segunda fileira de janelas, responsáveis por trazer iluminação natural extra para o interior do salão. 

Corte em perspectiva.
Perspectivas eletrônicas.

A escolha dos revestimentos e cores, como o piso vinílico em tom azul claro, foi pensada para deixar o ambiente do salão mais agradável, reforçando a sensação de bem-estar aos pacientes. 

Postos de observação da enfermagem e pia de higienização.

Pátio onde foi construído o centro.


Fotos externas.


Já os ambientes de apoio, foram acomodados no prédio inacabado, valendo-se, sempre que possível da organização prévia de ambientes. O edifício havia sido projetado para abrigar um centro de internação, o que facilitou a adaptação dos novos ambientes na planta existente contando com pequenas intervenções de construção / demolição.

Foto do edifício inacabado. 
Corredor do prédio, após a reforma

Sala de pesagem e pertences dos pacientes. 


Consultório. 





Sala de reúso.
Câmara de tratamento de água.

Plantas, cortes e elevações (projeto executivo). 


 


Projetos relacionados:
Mark
2018. Vertentes arquitetura, todos os direitos reservados.