Mark
ALBERO RISTORANTE 

LOCAL  Limeira SP AUTORIA DO PROJETO Adriano Couto COLABORADOR Denis Comandule  PROJETO 2018 OBRA 2019  ÁREA 360 m²  PAISAGISMO Vera Meister Martins FOTO Favaro Jr.



Projeto para um restaurante contemporâneo de culinária italiana.

O imóvel destinado pelos clientes para abrigar o empreendimento era uma casa antiga em estilo colonial, com relevância em termos de contexto e paisagem urbana. O interior já estava descaracterizado, com um grande número de paredes já demolidas, fruto de uma primeira reforma executada pelo proprietário.

Por isso tivemos que pensar o projeto em duas frentes: a fachada da casa e seu recuo frontal, e a parte interna do salão e seus ambientes secundários.  

Para a fachada, procuramos respeitar as características originais da construção existente, valorizando as linhas arquitetônicas da casa com intervenções sutis e pontuais. A antiga camada de revestimento cerâmico em tom de barro acabava somando pouco em termos de valorização da fachada (ver foto abaixo). Por isso propusemos pintar os tijolos em um tom cinza neutro, de modo a gerar sofisticação e alternar o foco visual para a volumetria da casa e seus elementos coloniais.


Foto da fachada, antes da reforma:
Após reforma:


Além da pintura propusemos um novo projeto luminotécnico, combinando luminárias cênicas com iluminação LED, que criam um destaque para os volumes da fachada.

Como proposta de ocupação do recuo frontal, substituímos duas vagas de estacionamento por um espaço de mesas rente à entrada do restaurante. A inspiração se deu nas Piazzetas italianas, ambientes comuns no país europeu, onde espaço público e áreas de consumo ao ar livre se fundem para gerar espaços mútuos de convívio e bem-estar. Daí a sugestão para a troca do piso, de bloquete para cubetas de granito (10x10cm), e também a escolha de um poste em estilo clássico, que, juntamente com o paisagismo projetado, emulam o clima dessas pequenas praças italianas, criando um ambiente convidativo para se sentar e consumir o menu da casa.




Nos ambientes internos aproveitamos o fato de que a maioria das paredes já havia sido demolida para reforçar uma estética contemporânea, condizente com a proposta gastronômica do restaurante.

O forro original de lambri de madeira foi tratado e deixado aparente, mantendo o pé-direito elevado nos ambientes de consumo. Em conjunto com o piso de cimento queimado e paredes em tijolo maciço aparante, criam um efeito rústico desejável para ambientação do lugar.




Na área do gastrobar, ao centro do salão, especificamos uma gama diferente de materiais, como a madeira do piso e o forro mineral rebaixado, gerando destaque para esse espaço em relação aos demais ambientes do salão.  Complementando esse ambiente, vem o balcão, feito de uma peça inteiriça de madeira de demolição e a prateleira elevada de metal perfilado e vidro aramado.  


Gastrobar.






Vistas do Lounge.

No corredor lateral do salão interior foi instalado o empório, com uma proposta de layout que contou com divisórias em forma de prateleiras em madeira de demolição.

Nesse ambiente trabalhamos um novo forro de lambri de madeira (cedro), iluminação cênica (desenhada especialmente para valorizar o produtos) e um piso mesclado de cimento queimado com um “tapete” de ladrilhos hidráulicos em tom cinza, dispostos de madeira geométrica.  


Area do empório e prateleiras. 







Hall interno e área de espera. 







Adega e lavabo.
Jardim dos fundos.






Ambientes de produção: bar e cozinha.




Projetos relacionados:
© 2019 - Vertentes Arquitetura